Working in the USA


Ler em Português
Read in English

Quando decidimos vir para o Texas, eu viria num L2 visa – spouse of an L1. Neste visa, para poder trabalhar, é preciso preencher alguma papelada e enviá-la para o U.S. Citizenship and Immigration Services. Além da papelada necessária para a vossa EAD – Employment Authorization Document, precisam enviar um cheque de $410. Ah pois é, não só pedes para trabalhar como pagas.

Como pessoa organizada que sou, já tinha lido muitos fórums e blogs de pessoas neste visa de forma a organizar o que fosse precisar.

Uma vez que o nosso visa demorou mais que o previsto e fomos passar uma temporada a Portugal antes de embarcar nesta viagem, aproveitei para pedir papéis, como por exemplo certidões, traduzidos e carimbados (e baratinhos) pois mais vale a mais que a menos e nesses blogs que ia lendo, havia quem enviasse só o necessário mas também havia quem enviasse tudo e mais alguma coisa. Eu prefiro o seguro, não vá ser preciso um documento e eu estar a 10h de avião de Portugal ou a muitos dias de envio pelo correio e ser desviado pelo caminho!

Chegámos cá e passados 15 dias já tinha tudo pronto e enviado, no dia seguinte recebi notificação por email de que tinham recebido e estava a ser processado. Este processo demora, em média, 90 dias. Sim, isso mesmo. Mas eu sabia disso e portanto só tinha era que ser paciente e esperar. Todos os dias ia verificar o estado do processo online na esperança que o meu fosse mais rápido que o normal. É que mesmo estando em casa e ter muitas mais regalias que no UK como o sol e piscina, uma pessoa quer é trabalhar. Sou só eu que sou assim?

Pois que hoje, lá vou eu verificar o estado online e a mensagem no ecrã é de que o cartão está a ser processado e o vão enviar. Ou seja, o meu processo foi aprovado e já posso arranjar emprego! OMG! Não imaginam o feliz que estou! Eu, que sou assim a maior fã de dormir, já só quero aquelas rotinas do levantar e ir trabalhar. Isto é tudo muito bom e saudável, principalmente quando o fazemos com vontade. E isso não me falta.

Para resumir, o meu processo demorou 83 dias e tive a sorte de não pedirem mais documentos pois quando o fazem, a contagem volta ao ínicio. Não só isso como vos podem chamar para um Biometric Service Appointment onde retiram impressões digitais.

Neste link podem ler mais sobre o que é necessário neste processo.

Agora vou só ali ao Google pesquisar empregos e mandar CV’s.

You may also like

9 Comments

  1. Eu vivi uma situação parecida com o General Dental Council. De cada vez que faltava um papelinho, pimba, vinha tudo para trás e eu tinha de recomeçar. E muitos dos documentos tinham “validade”, pelo que houve coisas que tive de pedir mais de uma vez (e pagar a tradução). Mas agora já está, esta semana recebi a confirmação de que posso, finalmente, exercer no UK e mal posso esperar por voltar ao activo! Sinto-me um pouco como tu, só quero voltar a ter as minhas rotinas e uma vida profissional… boa sorte com essa procura! (;

  2. Tanta burocracia! Mas é normal, eles precisam de analisar muitas coisas antes de concederem o visto. Muitos parabéns! E boa sorte nesta nova aventura 😉 Espero que encontres o emprego que pretendas, e que tudo te corra bem. E, já agora, que vás partilhando connosco 😉

  3. É preciso imensa burocracia para algo tão simples. Há quem não queira trabalhar e tenha menos problemas.
    Adoro este tipo de relatos e desejo-te toda a sorte do mundo para a nova fase que vais enfrentar.

    R: Às vezes só precisamos de uma mudança e de um projeto que nos entusiasme realmente. A partir daí, é uma questão de darmos o nosso melhor e aprender com os erros

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *